Como a otimização de sites pode trazer resultados para minha empresa?

postado em: Guest post, Marketing Digital | 0

tempo de leitura: 5 minutos

otimizacao-de-sites

Criar uma identidade virtual para sua empresa transforma os seus números e projeções. Não só é importante para atrair mais público, como para estreitar sua relação com os clientes. Mas como aparecer dentro de um universo com diversos concorrentes?

Para tanto é necessário criar um conteúdo diferenciado e contar com técnicas de marketing digital. Uma dessas técnicas é a otimização de sites, a qual garante o posicionamento e resultados para sua marca.

O que é otimização de sites?

 

A otimização de sites é uma técnica repleta de parâmetros e regras a serem seguidas para garantir um posicionamento privilegiado nos motores de busca. Também chamado de SEO (Search Engine Optimization) é bem conhecido no universo dos criadores de conteúdo.

Essas técnicas fazem você ser “visto” pelo cliente a partir das pesquisas que ele faz. É dificil de entender?

Quando se faz uma pesquisa como “como fazer um bolo” vão aparecer um número exorbitante de resultados. Precisamente, 117 milhões de resultados. A palavra central é bolo, o que seria uma das palavras-chave buscada pelo Google para achar quais artigos te interessariam.

Como é um universo muito grande de resultados o motor de busca procura por parâmetros. Assim ele garante que você ache o que deseja o mais rápido possível. Esses parâmetros foram se especificando de acordo com o tempo, se tornando cada vez mais precisos de forma a selecionar e posicionar os melhores resultados.

Hoje existem ferramentas que utilizam o SEO, além do próprio motor de busca, como o Google. Um exemplo bem usual é o Yoast do WordPress, um servidor de blogs e sites. O Yoast funciona com parâmetros como os pedidos pelos motores e indica de forma intuitiva como o seu texto está.

Lembrando que o Yoast só trabalha com a parte estrutural do SEO, a qual será descrita no decorrer desse texto.

Otimização de sites para o Google

 

Agora vamos entender o porquê só a parte estrutural exigida por ferramentas de SEO não bastam. O Google trabalha não só com a estrutura do texto como com a sua qualidade. Para os parametros definidos quanto mais confiável e original for o conteúdo, mais aquele conteúdo irá satisfazer o usuário.

Dessa forma seguir uma receita não basta para posicionar seu texto nos primeiros resultados. Então separamos em duas categorias o que é exigido pelo Google.

 

1. Estruturais

 

As questões estruturais são muito semelhantes ao exigido por ferramentas diversas de SEO.

Primeiramente deve-se tomar cuidado com o título. Este deve conter a palavra-chave ou as palavras-chave, de forma a ser encontrado rapidamente. E ter relação direta com o que está sendo descrito no texto.

Subtítulos em organização H2, H3 e até H4, que são formatações ligadas ao subtítulos de forma a criar uma separação.

Dentro do texto conter um trabalho com as palavras-chave. De forma que estas apareçam de forma proporcional ao tamanho do conteúdo. Frases curtas e períodos com no máximo de 4 linhas também são interessantes.

Até mesmo a escolha da url é importante, de forma que ela conste o título do texto. É importante criar um título curto inclusive por isso, de forma que seja fácil para o Google encontrá-lo.

Pensar o Google como o seu leitor é essencial. Pois quanto mais fácil for para o Google encontrar sua marca, também será para o cliente. Então indicações de outros sites não só aumentam seu tráfego no site, como melhoram seu posicionamento nas pesquisas relacionadas.

Por fim, é importante que o máximo de informações sejam preenchidas, como descrições e tags. Dessa forma os motores de busca veem sua marca como confiável e completa, o resultado ideal.

2. Conteúdo

 

O conteúdo transforma seu posicionamento no mercado e nos motores de busca. Quanto mais rico ele for, melhor. Quanto mais você mantiver seu leitor no site, mais o Google identifica seu site como confiável e relevante. Por isso, a criação de um texto completo e fluído é quase mais importante que as técnicas estruturais.

Para criação de um conteúdo relevante precisa haver uma pesquisa anterior para criação da pauta. Uma boa pauta gera leads e resultados, por isso a importância de investir nela. A escolha das palavras-chave também é um ponto de impacto. Tendo em vista que não adianta ter um texto bom, se ninguém tem interesse em seu conteúdo.

Tudo inicia a partir da pesquisa da palavra-chave, essa podendo ser feita por meio de ferramentas especificas. Elas medem exatamente as métricas de cada palavra-chave e definem os assuntos com mais resultados. Então é preciso de um profissional especializado para definir a melhor estratégia dependendo do seu nincho.

É sempre importante dar ênfase que nada de plágio. Quanto mais original e única a escrita, mais diferenciado seu texto será.

 

Navegabilidade

 

Outros pontos de otimização é a navegabilidade do usuário. Esse trata sobre o quão fácil é para um usuário sem muito preparo entender a lógica do site.

Provavelmente o usuário gastará um tempo maior para encontrar o que deseja. Esse é um problema de navegabilidade. Outro seria a falta de links nos textos, mostrando uma continuidade no conteúdo. Um texto sobre “como fazer bolos” poderia estar linkado ao “como fazer uma torta de chocolate”. Porque provavelmente o usuário com vontade de aprender a fazer um bolo, gostaria de aprender outros doces.

Um problema comum de navegabilidade são as versões mobile dos sites. Esse problema se estende a resposta dada pelo site, o tornando muitas vezes lento ou desconfigurado.

Quanto menos cliques o usuário dá para achar o que precisa, mais navegável é o seu site.

 

Site responsivo

 

Como dito um site responsivo trata da usabilidade do site. Velocidade de reações, o carregamento do site e o layout são partes dessa característica. Por exemplo, quero achar em um site de uma marca de refrigerante onde fica sua fábrica. Geralmente esse tipo de conteúdo fica em localização, certo? Mas o criador do site resolveu colocar em “quem somos”. Esse foi um exemplo de um site não responsivo.

Ele não entrega facilidades ao usuário e acaba não sendo prático ou rápido. A usabilidade tem total relação com a navegabilidade, ambas se complementando e podendo atrapalhar a otimização do site.

Ambas características influenciam no posicionamento dentro dos motores de busca, por isso é preciso pensar em todos os detalhes.

 

Quanto mais a otimização fizer parte do seu negócio mais facilmente você chegará ao seu público. Isso se chama tráfego orgânico, um tráfego que exige pouco investimento e garante bons resultados. É onde o público chega até sua marca, para tanto é preciso pensar em como posicionar melhor sua marca.

Esse texto foi útil para sua empresa? O que pode melhorar em seu site? Para mais conteúdos assim, acesse Web Trends.

Deixe uma resposta