Dicas para criar um site WordPress otimizado

postado em: Guest post | 0

tempo de leitura: 4 minutos

Dicas para criar um site wordpress otimizado

Criar um site WordPress otimizado para os mecanismos de pesquisa, mas também para os usuários não é fácil. Requer dedicação e tempo.

Apresentamos as melhores e mais úteis técnicas de SEO do WordPress que permitirão otimizar seu WordPress e alcançar a primeira página no Google. Confira abaixo!

SEO para WordPress, para quem é?

O posicionamento do WordPress tem sentido e significado para sites da empresa, lojas WooCommerce ou blogs particulares. Em cada um desses casos, otimização adicional e tráfego orgânico do Google serão úteis.

Nosso guia de SEO no WordPress também será útil para pessoas que estão apenas começando sua aventura com o WordPress e estão procurando conhecimento complementar sobre o posicionamento do WP.

A otimização do WordPress trará benefícios mensuráveis na forma de aumento do tráfego do site e, portanto, do número de clientes ou leitores. Investir em SEO para WordPress uma hora por dia, pode aumentar o alcance da sua marca na Web.

Otimizando sites WordPress

As técnicas de SEO para WordPress não precisam ser difíceis e inatingíveis para leigos, e é por isso que preparamos essas dicas úteis neste post para ajudá-lo a posicionar o WordPress.

1 – Verifique a visibilidade do site

Para que seu site seja indexado corretamente no Google, você deve permitir que um robô visite e verifique periodicamente seu site. No WordPress, uma caixa de seleção é responsável por isso:

  • Você a encontrará na guia Configurações => Leitura
  • Peça ao mecanismo de pesquisa para não indexar este site
  • Assim, para que sua página seja indexada corretamente no Google, desmarque esta caixa de seleção

2 – Adicione um sitemap XML

O Sitemap ajuda o rastreador do Google a entender melhor a estrutura do seu site e a indexar todas as páginas importantes para você. Se você usar o plugin Yoast SEO (WordPress SEO), o mapa do site XML será gerado automaticamente para o seu site. Você não precisa atualizá-lo, o plugin faz isso por você.

3 – Comece a usar HTTPS/SSL

Os certificados SSL nos sites agora são um padrão da web necessário. Eles garantem a segurança de seus leitores e melhoram sua imagem aos olhos do Google.

Atualmente, cada vez mais empresas de hospedagem conhecidas e populares oferecem certificados SSL gratuitos. Na maioria dos casos, isso é suficiente para o seu site e a instalação do certificado requer apenas alguns cliques.

4 – Facilite a navegação no seu site

Olhe para o seu site do ponto de vista de um usuário comum, a navegação em todo o site é fácil e intuitiva? Você pode avaliar o conteúdo do seu site em alguns segundos?

Enfatizar o objetivo da sua página não só ajudará o usuário a determinar do que se trata o site, mas também fará com que os mecanismos de pesquisa possam determinar o tópico da página.

5 – Verifique se seu site está otimizado para dispositivos móveis

Muitos estudos mostram que o número de pesquisas em dispositivos móveis excede o número de pesquisas em computadores desktop. Não permita que você perca usuários devido ao fato de seu blog (ou site) não estar adaptado para dispositivos móveis.

O fato é que o Google e o Bing (os dois maiores mecanismos de pesquisa) favorecem sites que são amigáveis para o usuário móvel e os colocam mais altos em seus rankings.

Uma maneira fácil de obter uma aparência satisfatória da página no celular é escolher um tema responsivo para o seu WordPress. No entanto, se você quiser manter a aparência atual da página, precisará contratar uma empresa ou um programador para ajudá-lo a obter o efeito desejado.

6 – Escolha um bom provedor de hospedagem

Lembre-se de que a hospedagem tem um enorme impacto no seu site, o que também se traduz diretamente em seus clientes. Um site lento e sem resposta será desacreditado aos olhos do Google e provavelmente dos usuários.

7 – SEO para WordPress – acelere seu site

Mantenha o tempo de carregamento da sua página inicial baixo. Reduza o número de entradas que você apresenta na página inicial. Considere quais widgets ou plugins são desnecessários e remova-os.

Além disso, instale o plugin de cache. Por exemplo, o plugin de Cache moverá parte da página para o cache do usuário. Com este plugin, o usuário carregará seu site muito mais rapidamente se ele o visitar novamente.

8 – Otimize todas as fotos

Fotos ou imagens muito grandes podem diminuir drasticamente a velocidade do site inteiro. Para sua conveniência e economia de tempo, sugerimos o uso de um plugin. Os plugins o ajudarão a otimizar rapidamente todas as fotos no seu WordPress.

9 – Aproveite ao máximo as palavras-chave

As palavras-chave ajudam o Google a se relacionar diretamente com a pesquisa de conteúdo no seu site. Portanto, anexar palavras-chave no site e até no nome do domínio ajudará o site.

10 – Invista em um bom tema

O SEO é influenciado não apenas pelo invisível, mas acima de tudo, pelo que chama a atenção ou pelo tema do WordPress. Vale a pena investir em um tema bem-feito, frequentemente atualizado e melhor otimizado.

Se você não usa um modelo dedicado criado para o seu site e escolheu ou selecionou um tema pronto, verifique se ele é compatível com a versão mais recente do WordPress e se os desenvolvedores garantem sua otimização de SEO. Se o seu modelo levanta dúvidas ou não é atualizado há muito tempo, talvez seja um bom momento para mudar.

11 – Faça o Google visitar seu site

Finalmente, quando o site do WordPress já estiver perfeitamente otimizado e preparado para ocupar o primeiro lugar no Google, vale forçar o Google a indexá-lo novamente. Enquanto na versão mais antiga do Google Search Console poderíamos pedir novamente a indexação da página inicial e de todas as subpáginas do domínio, na nova versão do GSC, precisamos executar esse processo manualmente para cada URL.

No entanto, ainda vale a pena usar esta opção, especialmente com grandes mudanças no site. Para fazer isso, acesse o Google Search Console, selecione o domínio à esquerda e digite o URL que deseja indexar novamente na parte superior.

Resumo

Como você pode ver, a otimização exata do SEO do WordPress requer atividades extensivas, que incluem edição, estruturação de conteúdo, desenvolvimento de modelos, conhecimento do próprio WordPress e suas configurações, bem como do próprio servidor e problemas de hospedagem.

Esse trabalho exige esforço e até um orçamento, mas vale a pena. É um trabalho que nos dará benefícios mensuráveis no futuro na forma de melhores posições nos mecanismos de pesquisa e maior satisfação do usuário.

Deixe uma resposta