Por que eu comecei a trabalhar como redatora web

tempo de leitura: 3 minutos

Por-que-eu-comecei-a-trabalhar-como-redatora-web

Olá, caro leitor. Decidi fazer um post diferente hoje e compartilhar com vocês um pouco da minha história. Comecei a trabalhar como profissional web desde 2013, oferecendo serviços de design gráfico e web design. Posteriormente, tive alguns motivos para começar a trabalhar como redatora web. Está pronto para saber mais?

O começo:

A partir de 2013, após terminar meu curso de design e web pela Microlins, comecei a trabalhar como web designer freelancer. Conquistei meus primeiros clientes através dessa atuação, porém, posteriormente, decidi me aprimorar na área do design, deixando o desenvolvimento web para trás.

Vocação:

Em meio a minha jornada como profissional web freelancer, descobri minha vocação para a escrita. Eu sempre gostei de escrever, porém, não tinha pensado até então em atuar profissionalmente como escritora.

Comecei a escrever meu primeiro livro em 2010. Cinco anos depois, eu consegui publicá-lo independentemente, como autora independente. Enquanto isso, mantive minha atuação como designer gráfico freelancer. No entanto, pensava em minha vocação para a escrita como algo separado de minha atuação como profissional web. Como se a escritora estivesse separada da designer.

Descobri, então, que não era bem assim.

A escritora:

Descobri que o escritor, além de uma atuação, é uma definição. Eu sou escritora. E escritor tem que escrever.

Mas, não sou romântica a ponto de esquecer o lado realista da vida. Eu tenho que trabalhar! Se meus livros não são (ainda) suficientes para o meu sustento (realidade comum à maioria dos escritores nacionais), eu preciso buscar outras fontes de trabalho rentável. Por isso mantive meu trabalho como designer gráfico. Mas, como ser a escritora?

A resposta estava na minha frente o tempo todo: escrevendo!

A demanda:

O mercado está carente de profissionais com habilidades eficientes em escrita. A demanda por redatores está realmente muito grande.

No entanto, não basta apenas ser bom. O redator tem que ser eficiente e trazer resultados. Em outras palavras, tem que ser profissional.

As empresas precisam atualizar seus blogs, suas redes sociais, criar materiais ricos, descrever seus produtos, publicar textos envolventes e eficazes. Por isso, a busca por redatores competentes está cada vez maior.

Qualificações:

Muitos escritores se perguntam: “o talento é suficiente?” “A vocação basta?”

A resposta é simples: talento é fundamental. Não existe escritor / redator sem talento. Porém, o talento precisa ser lapidado pela técnica.

Em se tratando de marcado de trabalho, o profissionalismo é essencial e o bom profissional busca sempre qualificações. Afinal, são com boas qualificações e recomendações que se constrói uma carreira profissional sólida e sustentável.

Visto isso, comecei a buscar as qualificações que o mercado exige para um redator competitivo. Sendo assim, fiz minha primeira Certificação em Marketing de Conteúdo, pela Rock Content — a maior startup de Marketing de Conteúdo do Brasil.

Após concluir essa primeira certificação, continuei empenhada em aprimorar meus conhecimentos e habilidades como redatora web. Prossegui meus estudos na Universidade Rock Content e conquistei mais uma certificação: Produção de Conteúdo Para Web.

Assim, concluí essa primeira etapa de minha formação como redatora para web, mas não parei por aí.

Atualmente, realizo minha Certificação em Inbound Marketing pela HubSpotuma das maiores plataformas de marketing do mercado. E não pretendo parar por aí.

Busco sempre aprimorar meus conhecimentos, busco atualizações, conhecer as principais tendências e demandas do mercado. Leio muito sobre SEO, Marketing, Mídias Sociais, Desenvolvimento Mobile, Arquitetura da Informação, Psicologia, Comunicação, Publicidade, Escrita, Ciência e Tecnologia, e tudo que for necessário para me tornar uma redatora web melhor.

Além disso, continuo minha Graduação em Letras – Português e Inglês pela Anhanguera, visando estar cada vez mais qualificada para exercer minhas funções.

E o que vem por aí:

Sou escritora e tenho que escrever. Continuo desenvolvendo meus livros, atuando também como coordenadora / produtora editorial independente, e pretendo continuar como redatora.

O design também estará sempre em minha vida. Afinal, design é tudo. Não existe comunicação eficiente sem uma arquitetura visual. Portanto, estarei sempre complementando uma habilidade à outra.


Gostou? Então compartilhe! Siga-me nas redes sociais e fique sempre atualizado sobre novos posts 😉