Preparação de texto: o que é e o que corrige

postado em: Livro e Editorial | 1

tempo de leitura: 3 minutos

http://projetosvisuais.daniferreira.com.br/wp-content/uploads/2017/06/Preparação-de-texto-o-que-é-e-o-que-corrige.png

A preparação de texto, também chamada de copidescagem,ou copydesk, é uma parte importante do processo de editoração e produção do livro. Essa etapa diz respeito à leitura cuidadosa da obra antes do momento da diagramação. Portanto, é importante saber como e em quais circunstâncias o preparador de texto atua.

É importante ter em mente que cada editora tem especificações próprias quanto ao que deve ser feito. Da mesma maneira, há momentos em que a obra pede atenção para algo mais específico. Por isso, cada caso deve ser avaliado de forma individual. Afinal, cada editora e produção editorial têm seu foco e objetivo em determinada área, e isso também se reflete na preparação de texto.

Definição de funções para a preparação de texto

Devido, justamente, ao fato das editoras serem diferentes, deve estar bem claro na produção editorial o que se espera dessa etapa do trabalho pelo freelancer.

preparação-de-texto-o-que-considerar

A preparação de texto costuma ser a última leitura completa da obra antes da diagramação. Aquilo que ficar mal resolvido acaba passando para as provas (impressão do texto já diagramado, o qual é submetido a outro processo de revisão, realizado por outro revisor). Isso pode acabar causando muito retrabalho (e provas desnecessárias), ou um livro mal produzido no final, na medida em que os erros das provas são reenviados ao diagramador, que deve reparar o que foi apontado pelo revisor de prova.

Assim, para evitar esse bate-volta da revisão-diagramação, o melhor é definir desde o início para quais pontos a preparação de texto deve se atentar. Para isso, pontue precisamente as funções que o preparador deve cumprir, faça um manual de estilo da sua produção editorial, liste todos os detalhes e envie as diretrizes por e-mail, a fim de documentar a conversa com o profissional.

1 – Incoerências

Uma das correções para os quais a preparação de texto deve se atentar diz respeito às contradições. No caso do autor comentar algo em um capítulo da obra e se contradisser em outro, isso deve ser corrigido pelo preparador de texto.

Esse profissional também deve compreender de forma adequada o que foi escrito pelo autor do livro, entender sua argumentação ou a construção de sua narrativa. Ele deve ser capaz de conseguir perceber deslizes de lógica e clareza que possam existir na obra e pensar em soluções que se encaixem na coerência do texto.

Contudo, não faz parte do trabalho do preparador contribuir com ideias além das explicitadas pelo autor. Esse trabalho é mais associado ao editor de texto.

2 – Repetições e problemas de estilo

Cada texto é dotado de uma característica específica diferenciada. Cada autor possui um estilo próprio. Então, o preparador não deve corrigir o texto de maneira automática. Ele deve ler, compreender e interpretar o estilo do autor, pois pode ser que haja uma razão para possíveis repetições.

Por outro lado, também é possível que as repetições e outros erros tenham sido ocasionados por descuidos do autor. É trabalho da preparação de texto tornar o texto fluente e agradável de ler, mas sem modificar o significado da escrita feita pelo autor. A correção deve ser feita pensando em melhorar a legibilidade, e não em simplesmente deixar a escrita mais parecida com o estilo do preparador, e não do autor.

3 – Ortografia e gramática

Em alguns casos, o autor pode ter utilizado o erro gramatical ou ortográfico propositalmente, como no caso da reprodução de uma linguagem oral, jogos de som ou sons incomuns. Mas, se não houver motivo aparente para o emprego errado da gramática e ortografia, a correção deve ser aplicada.

O preparador de texto deve discernir entre os casos que devem ser ou não corrigidos. Lembrando que a linguagem deve atender ao público-alvo. A leitura deve ser fluida e leve para aqueles a quem se dirigem.

4 – Normalização

Por fim, a normalização (ou padronização) diz respeito à adequação sistemática dos padrões da língua e ao manual de estilo da editora. É preciso haver uma similaridade em casos parecidos com outros. Por isso, preste muita atenção em casos como siglas e abreviações, caixa alta e baixa, números em algarismos romanos e arábicos, entre outros.

Conclusão

Ao longo deste post, eu exemplifiquei alguns dos principais pontos os quais o preparador de texto deve prestar atenção. Este profissional deve ser — antes de tudo — alguém que tenha sensibilidade e capacidade interpretativa para identificar os momentos de correção ou não. Um simples conhecimento da gramática, normas e ortografias não bastam. Portanto, é preciso interpretar o texto do autor e revisar o texto sem comprometer o conteúdo da obra.


Gostou? Quer saber mais sobre produção editorial e os passos para publicar um livro? Este e-book será seu guia! Adquira já por apenas R$9,90!

E-book como publicar um livro passo a passo

Uma resposta

  1. Dani Ferreira
    Dani Ferreira

    Resumiu muito bem o trabalho de preparação de texto. Gostei muito. 🙂

Deixe uma resposta