Minha experiência como Redatora Web

tempo de leitura: 6 minutos

Redatora Web Freelancer Profissional

Quando me formei no Ensino Médio, estava sem perspectiva de profissão e comecei a buscar áreas de conhecimento que “combinassem” com minhas habilidades. Nesse meio tempo, eu já escrevia ficção e ainda não conhecia o papel do conteúdo no mundo do Marketing Digital. Assim, nem imagina trabalhar como redatora web.

Em primeiro lugar, fiz um curso de web designer e depois parti para estudos de lógica de programação e banco de dados, desenvolvimento web e etc. Logo percebi que aquele mundo de códigos não era para mim!

Então, pensei que o design seria a opção mais viável. Aprofundei meus estudos e mudei minhas operações para “Projetos Visuais”. Também passei a me interessar por editoração, pois tinha me lançado como escritora de livros de ficção.

Desenvolvi alguns projetos visuais e projetos web, como logotipos, identidade visual, peças para e-mail marketing, mas eu sentia que faltava alguma coisa. Ainda não me encaixava perfeitamente.

Nessa época, eu ainda buscava trabalhos em plataformas de freelancers e a captação de clientes estava difícil. Por outro lado, eu via crescer a demanda por textos para blog. Projetos solicitando redator ou redatora web, artigos para blog e… Eu não entendia por que alguém ia pagar para escrever um post de blog!

Fui pesquisar a respeito e descobri os conteúdos da Rock Content. Este foi o meu primeiro encontro com o termo Marketing de Conteúdo. A ideia de produzir informação útil para atrair potenciais clientes fez todo sentido para mim e eu embarquei nessa! Me cadastrei no curso gratuito de Marketing de Conteúdo da Rock e foi amor à primeira vista. Este foi início da minha carreira como redatora web e produtora de conteúdo.

Me fala mais deste Marketing de Conteúdo!

Depois que eu terminei a certificação de Marketing de Conteúdo da Rock, eu senti que precisava saber mais. Eu ansiava por mais conhecimento na área. Desse modo, logo iniciei a outra certificação gratuita — Produção de Conteúdo Para Web. Foi o que eu precisava para começar a produzir conteúdo como uma redatora web profissional.

Redatora web certificada em Marketing de Conteúdo

Redatora web certificada em Produção de Conteúdo Para Web

A partir disso, eu reformulei meu blog e passei a escrever sobre assuntos relacionados à Produção de Conteúdo Para Web e Marketing de Conteúdo. Estruturei minhas Personas e desenvolvi textos de topo, meio e fundo de funil.

Mas… Eu queria saber mais!

Dessa forma, continuei estudando e aprendendo mais sobre SEO, como subir no Google, como atingir resultados e ser especialista em Marketing de Conteúdo.

Foi nesse meio tempo que eu encontrei a metodologia que colocou tudo isso em movimento — Inbound Marketing.

Me fala mais sobre este Inbound Marketing!

Eu comecei a perceber que a algumas plataformas de redatores freelancers solicitavam uma tal de certificação Hubspot. Então, pesquisei sobre o assunto e achei a Hubspot Academy e conheci o Inbound Marketing.

A certificação era (e ainda é) gratuita e eu aproveitei, pensando como era maravilhoso este tal de conteúdo a ponto das empresas educarem o mercado sobre os principais conceitos envolvidos.

Enfim, entrei na Hubspot Academy e iniciei meu curso de Inbound Marketing. Foi aí que tudo começou a se encaixar de verdade. Nessa certificação, eu entendi que o Marketing de Conteúdo era apenas uma engrenagem de algo muito maior.

Redatora Crtificada pela Hubspot

A internet tinha mudado a forma como as pessoas compram e buscam informações. Aliás, agora, as pessoas pesquisam antes de tomar uma decisão de compra. Existe uma jornada do consumidor, a qual ilustra o seu caminho até meus serviços. As redes sociais ajudam nesse processo e quanto melhor eu distribuir meu conteúdo melhor… Existe uma tal de autoridade de site — um fator importante de SEO — e intimamente relacionada à produção de conteúdo de qualidade.

Já deu para perceber que minha cabeça parecia que ia explodir de tanta informação, não é?

Bem, depois de assimilar tudo isso e concluir a certificação de Inbound Marketing da Hubspot, eu percebi duas coisas:

  • Eu tinha me encontrado no Marketing
  • Marketing é um aprendizado contínuo (assim como outras áreas, mas o Marketing Digital, sem dúvida, é uma das áreas que muda com mais frequência).

E depois disso?!

Em seguida, aprimorei as ações do meu blog, criei meus primeiros materiais ricos e continuei estudando tudo o que eu conseguia gratuitamente no Google.

O Marketing de Conteúdo e o Inbound Marketing transformaram minha vida!

Eu não era mais a mesma. E, em pouco tempo, minha carreira também não seria.

Os primeiros frutos como redatora web

Em três meses eu comecei a ver resultados. Antes disso, eu quase não recebia e-mails de pedidos de serviços pelo meu site. O Marketing de Conteúdo mudou completamente esse cenário.

Além de solicitações de orçamento, as pessoas começavam a enviar comentários agradecendo pela qualidade do meu conteúdo!

Em meio a isso, pintou uma oportunidade de estágio na minha cidade. Não é que, mesmo ainda cursando a graduação de Letras, eu consegui a vaga de estagiária de Marketing?!

As conversas das primeiras entrevistas foram comuns e até agradáveis. Meu blog e meus projetos ajudaram na formação do meu currículo e, finalmente, comecei a trabalhar como profissional de Marketing (oficialmente).

Foi uma das melhores oportunidades que consegui na vida. Porém, algumas questões médicas impediram meu avanço.

E aí? O que aconteceu depois?

Às vezes, a gente acelera demais a vida, não é verdade?

Eu estava super acelerada em busca de novas oportunidades, em meio a novos projetos e estudando muito. O primeiro sinal de que algo não estava certo foi uma tontura esquisita. Conversando com a minha mãe, a suspeita foi de labirintite, pois tinha casos na minha família.

Mas, eu sentia que não podia parar. Finalmente eu tinha conseguido entrar no mercado de trabalho (de carteira assinada), eu não podia parar nessa hora.

Bem, quando a gente não para, nosso corpo para a gente, não é?

Cheguei a um ponto em que andar na rua era um perigo, de tantos acessos de tontura. Resolvi procurar um médico. De fato, pelo menos no que dizia respeito à tontura, era labirintite.

Comecei a tomar os remédios e pensei “pronto, resolvido”.

Só que não.

Mas, não acaba assim, não é?

As tonturas continuaram e eu me vi impedida de seguir com minhas responsabilidades no estágio. Comecei a ter a necessidade de faltar e eu não queria prejudicar o avanço do time. Então, optei por sair e resolver de vez meus problemas de saúde.

Aí, foi médico pra lá, médico pra cá… A tontura tinha a ver com minha postura, que tinha prejudicado minha coluna cervical, que tinha impactado no meu maxilar, que tinha a ver com meus dentes, o que me dava dores de cabeça terríveis. E tudo isso estava detonando meu psicológico. Na verdade, tinha raízes na ansiedade.

Logo, sair de casa se tornou um desafio para mim. Agora, as tonturas não eram de labirintite. Era pânico! O que me levou a fazer terapia psicológica e psiquiátrica.

Em aproximadamente seis meses, fazendo tratamento com dentista, fisioterapeutas, psicólogos, psiquiatras, otorrinolaringologistas e tal, eu comecei a melhorar. Vi, então, que algumas coisas estavam me incomodando e prejudicando minha saúde.

Uma delas era a faculdade. Eu não queria mais saber de Letras! Então, tive que tomar a decisão de dar um passo para trás para dar dois para frente.

Tranquei a faculdade de Letras e tentei ingressar em Marketing no mesmo ano. Porém, não tinha aberto turma.

É claro que isso me frustrou e me gerou mais ansiedade, mas depois vi que foi o melhor para eu concluir meu tratamento.

Me conta logo o final desta história!

Quando eu saí do estágio, pensei que tinha perdido tudo. Que era o fim e que não me restava mais nenhuma oportunidade.

Mas, adivinha o que aconteceu?

Meu blog e os conteúdos que produzi para educar meus potenciais clientes sobre meus serviços como redatora web ainda estavam publicados e o tráfego do site continuava crescendo.

Um desses clientes foi uma agência que se tornou uma das minhas maiores parceiras, a maravilhosa WebSocorro, especialista em Marketing para Hotéis.

E não parou por aí. Inaugurei novos projetos como redatora, como escritora literária e como consultora editorial. Ampliei minhas ofertas de serviços e a cada dia novas surpresas batem na caixa de entrada do meu e-mail. Tudo vem do meu blog, do Marketing de Conteúdo, do meu trabalho como redatora freelancer.

Em meio a isso, entrei e estou concluindo neste semestre minha graduação em Marketing. Já é uma baita vitória!

Agora, com o coronavírus, algumas coisas parecem abalar alguns trabalhos. Mas, eu sei que novas oportunidades sempre estão por vir. De um jeito ou de outro, quem acredita (e trabalha), sempre alcança.

O futuro não está escrito em pedra. A única coisa que eu sei é que sou grata pelo meu trabalho como redatora web, sou grata pelos meus clientes e parceiros. As lutas não param, mas eu sei que dias melhores sempre estão por vir.

Então, encerro este pequeno resumo da minha carreira como freelancer de conteúdo com um final aberto. Em breve, eu divulgo mais novidades por aqui.

Ah! Se você precisa de uma redatora web para também desfrutar dos benefícios de ter um blog, entre em contato. Será um prazer fazer parte da sua história. 😉

Solicite meus serviços como Redatora Web

2 Respostas

  1. Daniela, sua história de perseverança nos motiva e nos enche de orgulho. Nós da WebSocorro é que temos que agradecer por tudo que você tem feito. Você é uma pessoa especial, um achado para nós e sempre falei isso pra você. Conte conosco quando tudo isso passar. Teremos muito trabalho pela frente e ainda escreveremos muitas histórias, juntos. Um forte abraço de todos nós da WebSocorro.

  2. Dani Ferreira
    Dani Ferreira

    Obrigada pelo comentário aqui no meu site, Diogo! É um prazer trabalhar com todos vocês. Abraço a todos da WebSocorro também, #tamojunto !

Deixe uma resposta